TROCAR AS PASTILHAS DE TRAVÃO PASSO A PASSO

YES YOU CAN! Vai se surpreender ao saber que pode fazer a troca das as pastilhas de travão do seu carro com facilidade e sem a necessidade de ferramentas especiais. Garanto-lhe que ao fazê-lo, vai economizar muito dinheiro.

Quase todos os carros de hoje em dia têm travões de disco dianteiros. Os travões dianteiros tendem a desgastar-se mais rapidamente do que a parte traseira (que tanto pode ser de disco como de tambor), o qual precisa de ser trocado mais frequentemente. Como saber se tenho que trocar as pastilhas dos travões?

Visualmente, conseguirá ver o desgaste das pastilhas na redução da espessura destes e pelo som “chiado” que emitem, quando pressiona o pedal de travão, pode ser outro indicador.

OUTRO CASO POSSÍVEL: Se a frente do carro da vibra quando pisa o pedal do travão, pode ser um indicador de que os seus travões estão deformados.

TEMPO NECESSÁRIO: 1 hora.

O DINHEIRO POUPADO: 150 euros para a maioria dos carros e algo mais para os carros de gamas altas. Recomendo-lhe que dê uma “vista de olhos” nosso site para encontrar as melhores peças auto ao melhor preço (www.autingo.es)

FERRAMENTAS NECESSÁRIAS:

– Luvas mecânicas reutilizáveis ​​para proteger as mãos e mantê-las limpas.

– Um macaco hidráulico ou mecânico e um suporte de madeira.

– Uma chave de cruz.

– Útil para retrair o pistão.

– Chave inglesa

– Seringa para sangrar os travões.

MATERIAIS NECESSÁRIOS:

– Pastilhas de travão novas. Clique no link a seguir para encontrar os preços mais competitivos em pastilhas de travão. (Http://goo.gl/ddb3dc)

– Uma lata de liquido de travão.

NOTA: Por razões obvias,deverá substituir as pastilhas colocando-se ao lado do carro do início ao fim. Gire o volante para a roda na qual está trabalhar fique arqueou para fora e, assim, ter um melhor acesso aos travões.

TROCAR AS PASTILHAS DE TRAVÃO PASSO A PASSO:

1. Solte as porcas da roda. Coloque um suporte de madeira debaixo do carro para o macaco e de seguida levante o lado do carro pelo qual vai começar a troca. Termine de remover todas as porcas e retire a roda. Após isso, terá acesso total ao sistema de travagem.

1

2. Encontre os pernos/passadores deslizantes que prendem a pinça ao seu sitio. Normalmente, basta remover o parafuso inferior.

2

3. Depois de retirar o parafuso inferior, pinça de travão sata para fora ( como mostrado na fotografia abaixo) Observará uma mangueira de borracha , que é um cabo hidráulico que é flexível, pelo que não será necessário desconectá-la . Se vir que tem que desconectar para substituir as pastilhas, significa que você está fazer algo errado. Recomendos que volte montar tudo e procure ajuda numa oficina profissional.

3

4. Com a pinça para fora, é fácil ver a espessura das pastilhas de travão para confirmar se realmente precisam de ser mudadas. A maioria das pastilhas de travão contêm indicadores de desgaste, pequenas abas de metal que rangem quando a tocam no disco . Se essas abas não ainda não tocam no disco, as pastilhas encontram-se gastas se a sua espessura é inferior a 3 mm.

4

5. A maioria das pastilhas novas trazem alguns umas pequenas chapas de metal que permitem que as pastilhas deslizem para frente e para trás com facilidade. Troque as velhas pelas novas. Estes não têm quaisquer parafusos que as seguram . Verta-lhes um pouco de óleo para evitar o ranger característico. Também aplicar um pouco de óleo nas peças de metal das pastilhas para facilitar o encaixe.

5

6. As novas pastilhas têm de entrar tão facilmente como sairam as velhas, embora em alguns casos as novos chapas de metal possam ficar mais justas.

7. Os pistões empurram as pastilhas que roçam contra o disco para travar o carro . O seu carro pode ter um ou dois pistões por roda (dois pistões , no caso da imagem abaixo ), mas a teoria é a mesma . Antes de voltar a colocar estes pistões no lugar, estes têm de ser empurrados para trás, para assim podem introduzir as novas pastilhas (estas sim, mais grossas que as antigas).

7

8. Use umas pinças para empurrar os pistões. Uma pressão contínua e paciência são as chaves para esta etapa. Também é possível usar um filão de madeira (como mostra na foto acima) de largura suficiente para empurrar os dois pistões de cada vez, no caso de ter dois.

9. Quando o pistão se encontre na sua posição, o fluido de freio vai subir lentamente. Quando mudar as pastilhas em mais de uma roda, o liquído aumentará e poderá derramar. Para evitar e antes de isso aconteça use uma seringa para extrair um pouco do liquído, o que é conhecido como purga do travão.

10. Coloque de volta os parafusos no lugar. Gire a direcção, colocando as rodas em linha reta e volte a montar a roda. Depois disto baixe o carro e retirar o macaco.

11. Recomendamos que deixe o carro em um espaço seguro para se certificar de que tudo funciona corretamente . E parabéns , você consegui! Não só mudou as pastilhas de travão você mesmo, como também poupou dinheiro do seu bolso. Agora já pode voltar a conduzir com segurança e com confiança!

 

 

Como trocar uma lãmpada de carro em três passos

Poder ver a estrada quando anoitece é um verdadeiro prazer e realmente apercebemo-nos disso quando se estraga uma lâmpada do nosso carro. Estamos a falar de um elemento-chave para a segurança na estrada à noite, por isso, se as suas lâmpadas deixaram de funcionar corretamente, ou luzem com menor intensidade, não hesite em troca-las  quando lhe for possível.

À priori, não é uma tarefa muito difícil, mas a verdade é que não existem instruções nem muito claras nem adequadas sobre como fazê-lo passo a passo. Depois muitos pedidos, colocamos aqui no blog como trocar uma lãmpada de carro em três passos.

A primeira coisa que precisa saber é que tipo de luz que você necessita. As lâmpadas classificam-se segundo o seu casquilho, a sua potência e a sua tensão de funcionamento. A tensão mais usada em carros modernos 12V, quase exclusivamente. No entanto, em caso de dúvida dê uma vista de olhos no manual para o seu carro. Se preferir, pode ligar ou escrever para e fazemos a consulta por si, com todo o gosto (www.autingo.com.pt)

tipos luces

 

NOTA: Embora possa pareça uma tarefa simples, é importante manter alguma segurança. Não mude a lâmpada perto de quaisquer líquidos ou dias chuvosos. Certifique-se de ter desligado a ignição e luzes.

1. Remova o cabo de alimentação: Você tem que soltar a pinça/encaixe na parte superior do cabo. Para isso, tem que pressioná-lo para baixo e, em seguida, retire-o. A lâmpada é esse elemento que sobressai no porta-lampadas, e o clipe assemelh-se um pouco a um alfinete de roupa, localizada imediatamente acima dos fios que se vêm. (Algumas lâmpadas levam um anel de plástico com rosca para manter as lâmpadas fixas: somente basta desapertar-las)

Pinza

2. Retire a lâmpada velha e insira a nova: A extracção não tem nenhum segredo, é só desapertar, mas quando introduzir a nova, necessita ser cuidadoso, pois estas são muito delicadas. Nunca pegue na lâmpada pela parte superior, é extremamente recomendável pegar nelas pela base.Enrosque a lâmpada de volta no cabo de alimentação e certifique-se que permanece bem fixada no seu lugar.

Pinza2

3. Certifique-se de que funciona corretamente: Feche o capot e acendenda as luzes. Se não funciona verifique se o cabo está conectado corretamente e / ou que você não tenha desligado acidentalmente a bateria.

E pronto! Além de ter poupado algum dinheiro, tem seu carro pronto para uma condução segura mesmo nas noites mais escuras.

Amortecedores à medida

Como conseguir amortecedores à medida? E de competição?

Não é nenhum segredo que cada motor requer a aquisição de amortecedores específicos,  já  ques estes são uma parte indispensável do nosso automóvel. Escusado será dizer que quer sejam amortecedores de competição, amortecedores de Rally ou para o nosso carro do dia-a-dia, estes sempre foram, são e serão necessários para o nosso automóvel.

Como obter os melhores amortecedores de competição?

A aquisição de  amortecedores à media definitivamente dependem do tipo de carro que você tem e acima de tudo, o tipo de uso que vai lhes dar. Por esta razão, é aconselhável prestar atenção aos seguintes fatores para fazer uma boa decisão:

– Acoselhe-se: Deve conhecer o terreno em que vai correr. Assim que tenha isso determinado poderá saber se necesita de amortecedores à medida que suportem terefas pesadas ou  mederadas.

amortecedores à medida

– Analise as suas opções: Existem vários tipos de amortecedores no mercado. Existem diferentes mecanismos de amortecedores: hidráulicos, de gás (hidrogénio) pneumáticos, entre outros (comuns em veículos blindados). Por isso é que recomendamos que não se fique com a primeira opção, tente, pelo menos, três opções possíveis.

– Dicas: O mundo das corridas está cheio de pessoas entendidas, para que lhes possa pedir conselhos sobre que amortecedor será mais adequado a si e ao seu veículo. Se não tiver a sorte de ter alguém próximo de si que entenda de carros, Autingo põe à sua disposição um número de telefone onde pode entrar em contato com especialistas em motores, que estão preparados para o aconselhar e esclarecer acerca de todas as suas dúvidas.

– Fornecedores: neste ponto recomendamos que tenha especial atenção, porque cada fornecedor pode dizer-lhe que seu produto é o melhor e que não há outro igual. Por isso é que recomendamos prestar atenção com aquilo que lhe dizem e com produtos que lhe recomendam.

Com estes quatro fatores, certamente poderá comprar um amortecedor à medida. Lembre-se que a segurança vem em primeiro lugar, e não deve parar até ver a linha de chegada.

Senhores, liguem seus motores!

 

 

 

 

Peças de Reposição automovel- Peças mais solicitadas

Carro reserva, que peças sobressalentes são mais solicitadas?

Cada veículo tem os seus pontos fortes e fracos. No entanto, em geral, existem peças de carros que geralmente têm uma maior procura por serem aquelas que avariam mais frequentemente muitas vezes provocado pelo desgaste e utilização intensiva. A que peças do carro nos referimos? Encontre-as aqui, bem como a sua respectiva função. Peças de reposição automovel- Peças mais solicitadas

Peças Carros

 

Peças automóveis como maior procura:

– Pastilhas de travão: têm uma vida útil de aproximadamente 30.000 quilómetros, embora este número possa variar mais ou menos consoante desgaste. Dentro das peças de reposição para automóveis, é importante prestar atenção a esta em específico, porque desempenha um papel fulcral na condução e consequentemente na segurança dos passageiros.

– Os filtros de ar e óleo: são, provavelmente, os elementos do carro que mais frequentemente devem ser substituidos, ao longo da sua utilização. Dentro das peças de substituição automóvel, estas necesitam também que lhes prestemos maior atenção, uma vez que o bom funcionamento do motor depende do seu estado.

-Correa de Distribuição: se por um lado esta peça tem uma durabilidade de quase 100 mil quilómetros, a sua ruptura pode causar um dano irreversível para o motor. É vital, ter em conta que a correia de distribuição deve estar em boas condições, sendo aconselhável consultar um mecânico a cada seis meses para respectiva verificação.

– Alternador: é normal que depois de uma longa utilização, esta peça comece a apresentar algumas falhas. O alternador encarrega-se de distribuir a energia para o resto do veículo: se esta falhar, o carro deixará de funcionar.

– As velas de ignição: são estas peças que nos veículos a diesel, geram a faísca necessária para o início da combustão. É muito normal que quando estas deixem de funcionar corretamente vai notar que seu carro custa a ligar. Dentro das peças para carros, estas apresentam-se como indispensáveis.

– Baterias: Quem nunca teve que trocar a bateria do sua carro já com um certo tempo? O desgaste a que é submetida uma bateria é muito intenso, especialmente nos carros modernos que têm muitos sistemas eléctricos devem ser alimentados na inicialização. A substituição é relativamente fácil na maioria dos veículos. Tudo que você tem que verificar é que a nova bateria tem a amperagem adequada.

Autingo é a nossa loja on-line, onde encontrará todas estas peças de automóvel e muitas outras,  sempre com o melhor preço garantido.